O protetor solar Australian Gold, produzido no Brasil pelo Grupo Boticário, ganha embalagens produzidas com plástico recolhido em praias do litoral paulista. Parceria feita com cooperativas recolheu 265 toneladas de lixo plástico que serão utilizados para produzir as embalagens.

O Grupo Boticário tem procurado alternativas para a produção de embalagens plásticas ambientalmente responsáveis, e para isso criou o projeto Seaside, uma frente da área de Pesquisa & Desenvolvimento da companhia que tem a objetivo de utilizar resíduos plásticos que são descartados incorretamente nas praias evitando que entrem nos oceanos e transformando-os em novos produtos.

Na primeira fase do projeto, em parceria com a Globalpet, que compra o plástico de cooperativas de catadores do litoral de São Paulo, foram recolhidas 265 toneladas de plástico que vão ser processadas, transformadas em resina e darão origem a novas embalagens de protetores solares e outros itens do portfólio do Grupo Boticário.

O projeto vai beneficiar 316 famílias de trabalhadores de cooperativas de sete cidades litorâneas paulistas: Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande, Santos e São Vicente.

De acordo com o Grupo Boticário, cada quilo de PET (material com maior quantidade recolhida) pode render até 35 novos frascos de 237 mililitros ou 55 embalagens  de 125 mililitros do protetor solar Australian Gold.

Fonte: https://embalagemmarca.com.br/2021/02/embalagem-de-protetor-solar-e-produzida-com-plastico-recolhido-em-praias/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.