Maior produtora de resinas termoplásticas das Américas investe em linha de reciclagem com capacidade de transformar 250 milhões de embalagens por ano

A Braskem, maior produtora de resinas termoplásticas das Américas, está comprometida em se tornar uma empresa carbono neutro até 2050. Para isso, vem tomando ações concretas. Recentemente, anunciou um importante investimento para a ampliação do volume de produção de resinas produzidas com material reciclado pós-consumo (PCR). A companhia está destinando R$ 67 milhões para a construção de uma linha de reciclagem em Indaiatuba (SP), com capacidade para transformar cerca de 250 milhões de embalagens em 14 mil toneladas de resina pós-consumo de alta qualidade por ano. O projeto, cuja partida está programada para o quarto trimestre de 2021, é realizado em parceria com a Valoren, empresa especializada no desenvolvimento e na operação de tecnologias para a transformação de resíduos.

A iniciativa mostra o esforço da Braskem para unir forças com a cadeia de valor do de embalagens, em busca de soluções concretas para a gestão de resíduos. Essa atuação na recuperação e no reaproveitamento do plástico é um passo importante em direção à prática da economia circular de carbono neutro.

Os índices de recuperação de resíduos têm crescido gradativamente nos últimos anos, e entre os desafios que o setor ainda encara, o aumento de qualidade da resina PCR, que amplia suas possibilidades de uso, constitui-se em um fator crítico para o desenvolvimento desse mercado.

O novo centro de reciclagem, que conta com tecnologia europeia de última geração (ver quadro abaixo), vai alavancar a reciclagem no Brasil e, consequentemente, o mercado de polímeros pós-consumo. Esse novo complexo vai operar principalmente com embalagens de origem doméstica – em sua grande maioria, resíduos de plástico rígido (polietileno e polipropileno) oriundos do descarte de produtos de consumo.

Na linha de reciclagem que está sendo construída em parceria com a Valoren, após o processo de triagem, os resíduos plásticos passarão pelas etapas de moagem, lavagem, extrusão e homogeneização. O material reciclado será vendido para empresas transformadoras que compram resinas plásticas da Braskem e as transformam novamente em embalagens, retornando ao mercado na forma de produtos, pelas mãos de grandes marcas usuárias de embalagens. Dessa forma, fecha-se o ciclo, com novas embalagens sendo produzidas a partir de resinas elaboradas com resíduos reciclados pós-consumo.

O investimento na produção de PCR é uma forma de agregar valor ao negócio e à reputação das empresas envolvidas. Esse compromisso faz parte da pauta ESG (sigla que resume a adesão a conceitos de responsabilidade ambiental, responsabilidade social e governança corporativa) da Braskem, e é um caminho sem volta. Trata-se de uma agenda global e urgente. Ao comunicar ao mercado suas ações, a Braskem reforça seus compromissos com o tema da Economia Circular de Carbono Neutro, disponibilizando métricas cada vez mais valorizadas pelos investidores, hoje dispostos a priorizar empresas com propósito e práticas sustentáveis.

Conheça o manifesto da Braskem sobre a neutralização das emissões de carbono: www.braskem.com.br/macroobjetivos

 

O centro de reciclagem

O novo centro de reciclagem, fruto da parceria da Braskem com a Valoren, traz tecnologia de ponta para separação e processamento do material pós-consumo, melhorando a eficiência do sistema como um todo.

As novas tecnologias apresentadas incluem:

•             Linha de lavagem de alto desempenho, com selecionador óptico para remoção de contaminantes por coloração e por tipo de material;

•             Silos homogeneizadores;

•             Sistemas de dosagem de aditivos e insumos de alta precisão;

•             Módulo para eliminação de odor e de filtração de polímero de alto desempenho, o que contribuirá para a qualidade do PCR final.

O complexo busca atender às melhores práticas de sustentabilidade, com tratamentos de água de recirculação, para otimização dos recursos hídricos e energéticos. O projeto reforça ainda o compromisso da Braskem em adotar as melhores práticas no controle de pellets – formato no qual a resina plástica é comercializada.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *